sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Kadosh



Kadosh significa santo, em hebraico. É também a expressão utilizada para designar o nome de Deus dos judeus. 

Este nome nos faz lembrar duas coisas importantes: a primeira a nossa responsabilidade de orar e amar Israel, a segunda que somos o Israel espiritual e devemos ser santos como Ele é santo e saber distinguir entre o santo e o profano na nossa vida (Jr.15:19-20), ainda nos faz lembrar da Aliança de Sangue Ele é o Santo de Israel e nós somos sua propriedade particular.

Kadosh significa também algo sagrado, ou um indivíduo que foi consagrado perante outras pessoas. Kadosh também aparece na Bíblia, no Novo Testamento.
Existem muitas palavras que derivam de Kadosh e cada uma delas nos ajuda à melhor entendermos o significado de Kadosh:

Kadesh significa sagrado. Se somos santos tudo o que fazemos é sagrado, tudo que nos pertence está separado para o serviço de Deus. A sombra de Pedro era Kadesh, o lenço de Paulo era Kadesh, a vara de Moisés era Kadesh.
A unção não está só dentro de nós, transpiramos unção, exalamos unção. Tome consciência sobre a santidade.

Kidush significa santificação, consagração.
A cada sexta-feira os judeus consagram o kidush, que é a taça de vinho tomada no Shabat.
O kidush é tomado no sexto dia da semana, a Igreja está no sexto dia precisamos nos consagrar porque próxima está a vinda do noivo para tomarmos o vinho das Bodas juntos.

Yom kadosh significa Dia Santo (Shabat).
Devemos ansiar por termos dias santos na presença do Senhor, a consagração deve ser diária.

Kasher significa apto, puro.
Kasher são os alimentos considerados puros através das Leis de Moisés, mas a Igreja deve ter fome do alimento mais puro do mundo, o pão do céu, a palavra revelada.
Todo homem que se alimenta da Palavra de Deus, está se alimentando de alimento kasher e será considerado um “adam kasher” homem santo.

Kadish significa santificação.
É a oração recitada durante 11 meses, 3 vezes ao dia pelas pessoas enlutadas todos os dias. Está é uma oração de exaltação à Soberania, porque enquanto a pessoa está adorando, Deus estará trabalhando nas suas emoções.

Exaltar o Nome de Deus com sabedoria e reverencia nos cura e santifica Gostaria de abrir um parêntese para falar um pouco sobre o luto dos judeus, pois há muita sabedoria na forma como eles enfrentam a dor.
O enlutado após o enterro come uma refeição feita por amigos chamada “refeição do consolo”, esta refeição deve incluir ovo.
O Ovo é símbolo de condolência e também sugere continuidade da vida, renovação pelo seu formato: depois da tristeza pode vir à alegria.
As únicas palavras usadas para consolo são: Que Deus vos console com todos os enlutados de Sion e Jerusalém.

Nas notas de rodapé incluirei a oração Kadish para que você veja quanta sabedoria há nesta oração Kidushin significa santidade.
Mas é a palavra usada para noivado. Se um judeu hoje te convidasse para o seu noivado, ele te convidaria para o seu kidushin.

Kidushin é um estado de compromisso, o noivo entrega um anel à sua noiva dizendo “que sejas consagrada para mim, por este anel conforme a lei de Moisés e de Israel”
A Igreja está num estado de kidushin com o Amado, Ele foi até o Pai preparar a nossa morada deixando em nossos corações um anel de compromisso, este anel é o Espírito Santo.

Uma noiva anseia pelo dia do casamento, ela se prepara com enxoval, prepara também a sua aparência. Infelizmente muitos de nós somos noivas que não anseiam pelas bodas. Muitos como noivas relapsas não estão comprando o seu enxoval, este enxoval é de graça “comprai sem dinheiro e sem preço, vinho e leite” (Is 55:1).

A noiva precisa estar com vestes limpas sem ruga, sem mácula, adornada, alimentada com leite (Palavra) e vinho (unção, compromisso) e com bastante óleo sobre a sua lâmpada.

Todas estas palavras derivam de Kadosh e nos ajudam a entender um pouco mais sobre a Santidade de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário